• Programa de Apoio à Produção Nacional

Programa de Apoio à Produção Nacional


Sistema de Incentivos

Está a decorrer até ao mês de Fevereiro a fase de apresentação de candidaturas ao Programa de Apoio à Produção Nacional, para os seguintes territórios, no que respeita a atividades turísticas:


  • Alto Minho: para Turismo no Espaço Rural, Restaurantes e Parques de Campismo e de Caravanismo;
  • Trás-Os-Montes: CAE 55 – Alojamento e CAE 56 – Restauração e Similares;
  • Alto Tâmega: CAE 55 – Alojamento e CAE 56 – Restauração e Similares;
  • Tâmega e Sousa: CAE 55 – Alojamento e CAE 56 – Restauração e Similares;
  • Ave: CAE 55 – Alojamento e CAE 56 – Restauração e Similares;
  • Cávado: CAE 55 – Alojamento e CAE 56 – Restauração e Similares;
  • Área Metropolitana do Porto: CAE 55 – Alojamento e CAE 56 – Restauração e Similares;
  • Alentejo: CAE 55 – Alojamento e CAE 56 – Restauração e Similares;


Condições de acesso:

  • Entidades beneficiárias: Micro e Pequenas Empresas;
  • Operações elegíveis: projetos de expansão e de modernização;
  • As empresas candidatas deverão apresentar resultados positivos antes de impostos em 2019;
  • Não são elegíveis projetos inseridos em explorações agrícolas.


Incentivo:

O valor mínimo de investimento elegível ascende a 20.000 euros e o valor máximo entre 100.000 euros a 235.000 euros, dependendo do tipo de projeto e da localização.

A taxa máxima de apoio varia entre um mínimo de 30% até um máximo de 60%, na forma de subsídio não reembolsável.

O montante mínimo de capitais próprios a afetar ao investimento é de 10%.


Contacte-nos para mais informações: (+351) 217 121 050 | geral@financertus.pt